top of page
Hills Sloppy

#BeNaturgift

Mauritânia: 6 experiências imperdíveis


Parque Nacional Diawling


Situado no sudoeste da Mauritânia, o parque é uma área de preservação especial que abriga uma biodiversidade de valor extraordinário. Destaca-se pelo compromisso dedicado à conservação das diversas paisagens e ecossistemas locais, promovendo uma harmonia única entre a flora, a fauna e o desenvolvimento sustentável das comunidades locais, contribuindo assim para a mitigação da pobreza.


Situado no delta inferior do rio Senegal, ao longo da margem direita, o parque abrange uma extensão impressionante de 16.000 hectares. Esta vasta área serve como habitat para diversas espécies, incluindo javalis, macacos e aves. De forma notável as espécies coexistem em equilíbrio com as práticas tradicionais das comunidades locais, que se dedicam a atividades pastoris e piscícolas.


O compromisso ativo com a preservação da diversidade biológica coloca em destaque a importância ecológica do Parque Nacional de Diawling e ressalta a interconexão vital entre a conservação ambiental e o bem-estar das populações locais.


Diawling é um santuário natural que oferece um refúgio seguro para a vida selvagem e contribui para a promoção da sustentabilidade, contribuindo para os esforços globais de preservação e proteção de ecossistemas únicos.


Mauritânia com a naturgift aventura, natureza e descoberta cultural
Parque Nacional Diawling, região de Trarza, Mauritânia

Parque Nacional Banc d'Arguin


Este parque nacional destaca-se como um dos principais destinos para a observação de aves, tanto para entusiastas amadores quanto para especialistas em ornitologia. Designado como reserva da biosfera pela UNESCO, é um ecossistema deslumbrante com vastas extensões de costa, repletas de áreas alagadas e bancos de areia, oferecendo um habitat único que abriga uma grande variedade de aves migratórias.


Ao explorar este santuário natural, o visitante tem a oportunidade única de testemunhar a majestosa presença de aves provenientes de diversas partes do mundo. Entre as espécies mais emblemáticas estão os flamingos cor-de-rosa, os biguás, as garças cinzentas, os pelicanos brancos e as tarambolas.


No parque a riqueza da vida marinha também se revela, oferecendo vislumbres emocionantes de golfinhos, focas, raias e uma variedade impressionante de tartarugas marinhas.


O Parque Nacional Banc d'Arguin é um paraíso para observadores de aves e um refúgio para aqueles que desejam emergir na diversidade única da vida selvagem marinha. Com paisagens deslumbrantes e uma biodiversidade excepcional, este santuário natural representa um convite irresistível para os amantes da natureza explorarem a magnificência da vida selvagem que prospera no oceano e em terra.


Mauritânia com a naturgift aventura, natureza e descoberta cultural
Parque Nacional Banc d'Arguin, região de Dakhlet Nouadhibou, Mauritânia

Guelb Er Richat


Também conhecido como “olho do Saara” ou “olho da África”, é um fenómeno geológico único localizado no coração do Sahara mauritano. Com 50 quilómetros de diâmetro, esta estrutura em forma de anel é visível do espaço e tem vindo a capturar a imaginação de cientistas e viajantes de todo o mundo.


O que torna realmente o Guelb Er Richat fascinante é a sua história. Inicialmente, segundo os cientistas, tratar-se-ia de um antigo asteróide que colidiu com a Terra há cerca de 65 milhões de anos. O impacto teria sido tão poderoso que criou uma cratera com quase 25 quilómetros de profundidade e causou enormes perturbações geológicas em toda a região. Ao longo dos milénios, o tempo e a erosão moldaram a cratera numa estrutura em forma de anel repleta de camadas de rochas coloridas e dunas de areia.


Segundo as últimas interpretações geológicas, julga-se que o imponente local é resultado de uma erupção vulcânica atípica, ocorrida há 100 milhões de anos, no período cretáceo, que posteriormente se afundou devido a um longo processo de erosão.


Situado a norte da cidade de Ouadane, o Guelb Er Richat é na atualidade um local para caminhadas e descobertas por amantes da natureza e investigadores curiosos. É também um símbolo da força e resistência da natureza. Apesar das forças da gravidade, da erosão e do tempo, continua imponente e fascinante.


Lembra-nos que, mesmo diante dos desafios mais intransponíveis, a natureza encontra uma forma de persistir e de se adaptar, sendo exemplo de inspiração e perseverança diante dos desafios da vida.



Mauritânia com a Naturgift, aventura, natureza e descoberta cultural
Centro do Guelb Er Richat, região de Adrar, Mauritânia

Os comboios do deserto na Mauritânia


O "comboio mais longo do mundo" transporta ferro desde Zouerate até ao porto de Nouadhibou. Este comboio colossal, puxado por três ou quatro locomotivas potentes, pode possuir até uns incríveis 2,5 km de comprimento, podendo puxar até 200 vagões de transporte de minério em estado bruto.


A imponência do comboio é acentuada pelo seu peso de aproximadamente 17.000 toneladas. A missão deste recurso é vital para as necessidades de transporte da maior mina a céu aberto do mundo, a impressionante Kédia d'Idjil. Embora a velocidade máxima nunca ultrapasse 60 km por hora, por vezes, o comboio parece seguir o ritmo sereno de um experiente condutor de dromedários na sua travessia de 700 km através do deserto mauritano.


Este é um território vasto e exuberante, que oferece um espetáculo mutável e ao mesmo tempo imutável do Sahara mauritano. É possível viajar no comboio, uma oportunidade única de contemplar a beleza inigualável da cordilheira de Adrar, os monólitos extraordinários, como o lendário Ben Amera, e visitar as esculturas ao ar livre. Ao longo do percurso, as cidades antigas de Ouadane e Chinguetti emergem como oásis culturais, oferecendo uma dimensão histórica a esta experiência. Para os entusiastas do deserto e da exploração, viajar nestes comboios é uma experiência extraordinária de vida.


Os viajantes devem no entanto preparar-se adequadamente, carregando consigo proteção para o vento inclemente. Se a travessia ocorrer durante a estação fria, é aconselhável trazer agasalhos e sacos de dormir para garantir conforto e proteção contra as condições climáticas adversas. A jornada, sem dúvida, é uma oportunidade para imergir na grandiosidade do deserto mauritano, proporcionando uma aventura única e inesquecível.


Mauritânia Naturgift, natureza, aventura e descoberta cultural
Comboio de transporte de minério, ferrovia da Mauritânia

Acampar e dormir num oásis no deserto


Viver a experiência de dormir no deserto, num dos inúmeros oásis, faz parte da experiência de sentir a Mauritânia e viver uma experiência única. Um acampamento nas dunas e uma noite sob as estrelas são experiências inesquecíveis e que ficarão na memória para toda a vida.


Os oásis da região de Adrar são verdadeiras pérolas entre montanhas e suntuosas dunas. Estas "ilhas" de vegetação num ambiente desértico são paragens obrigatórias para todos os viajantes, onde se pode descansar à sombra de tamareiras centenárias.


A recepção dos nómadas é lendária e a hospitalidade memorável. À noite, as noites continuam com contos em torno de uma lareira e sob um céu repleto de estrelas cintilantes. Um espetáculo mágico que só pode ser encontrado no deserto do Sahara e em nenhum outro lugar do mundo.


Mauritânia Naturgift, natureza, aventura e descoberta cultural
Grandes dunas de Azoueiga, região de Adrar, Mauritânia

Pinturas antigas de Oualata


No sul da Mauritânia, as paredes de Oualata são decoradas à mão pelas mulheres da aldeia com incríveis padrões geométricos de cores vivas após cada estação chuvosa. As pinturas são feitas sobre uma camada de areia e lama, uma arte ancestral transmitida de geração em geração onde cada desenho ou arabesco tem um significado metafórico ou místico singular.


A tradição remonta a tempos seculares e continua até hoje em Oualata, antiga cidade de caravanas de dromedários, ponto de passagem do comércio através do Sahara. Manuscritos antigos oferecem testemunhos sobre a época gloriosa desta e outras tradições, sendo mantidos numa biblioteca familiar aberta a visitas.


A cidade acolhe o "Medayin", festival das cidades antigas que se realiza de forma intermitente a cada 4 anos juntamente com Chinguetti, Ouadane e Tichitt. Oualata encontra-se classificada como Património Mundial pela UNESCO.


Naturgift viagens e expedições na Mauritânia e ao redor do mundo
Pinturas antigas de Oualata, região de Hodh Ech Chargi, Mauritânia

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page